LIGUE AGORA

fone +55 48 3239-1458

e-mail ENVIE UM E-MAIL
x

ATENDIMENTO
PERSONALIZADO
INVESTE SC

CADASTRE-SE

e receba nosso contato.

Home > Por que Santa Catarina > Economia diversificada
Economia diversificada

Em Santa Catarina, o empreendedorismo é constantemente promovido, tanto por meio de incentivos governamentais, como pelo apoio e cooperação da iniciativa privada.

O potencial de crescimento do mercado doméstico, a proximidade aos maiores centros consumidores do país (regiões Sul e Sudeste) e a posição estratégica no Mercosul também são fatores atrativos aos novos empreendimentos.

Em todas atividades econômicas, seja na indústria, na agropecuária ou no comércio, Santa Catarina tem posição de destaque no cenário econômico nacional e é líder em diversos setores produtivos.

SANTA CATARINA: PIB POR SETOR

AGROPECUÁRIA
4,3%

Participação nacional
3,2%

COMÉRCIO/SERVIÇOS
62%

Participação nacional
3,63%

INDÚSTRIA
33,7%

Valor adicionado nacional
5,2%

FONTE: IBGE 2012

PRODUÇÃO AGRÍCOLA | PRODUÇÃO ANIMAL | AGRONEGÓCIO

A indústria agroalimentar catarinense reflete a produtividade rural do estado. A principal característica do meio rural catarinenses são as pequenas propriedades, de altíssima produtividade. O estado é o maior exportador brasileiro de carne suína (35%) e frango (23,7%). É líder na produção de carne suína, pescados, ostras, mexilhões e cebola, e acumula a segunda posição na produção de aves, arroz, fumo e maçã.

Existem cerca 190 mil propriedades rurais no estado, a maioria de pequeno porte, produzindo em parceria com empresas inseridas na cadeia global da agroindústria.

Produção Agrícola: maior produtor nacional de maçã e cebola e o segundo de arroz, alho e fumo.

Produção animal: maior produtor nacional de carne suína e de pescados e o terceiro em abate de frangos do país.

COMÉRCIO | SERVIÇOS

A participação do setor de comércio e serviços no PIB catarinense em 2012, de 62,1%, é um forte sinalizador do potencial do mercado doméstico. O consumo de bens e serviços reflete os índices de desenvolvimento social no estado, por exemplo: a quarta maior geração de empregos do país em comércio e serviços (39.024 novas vagas em 2014); o maior número de trabalhadores com carteira assinada e o menor nível de desemprego do País; e o melhor Índice de Bem-estar Econômico (IBEE – USP). O Índice de Desenvolvimento Humano – IDHM do estado (0,744 – terceiro melhor do País, 2010) também é um demonstrativo do poder de compra dos catarinenses.

Números do comércio catarinense:
EMPRESAS E TRABALHADORES

Número de unidades locais com receita de revenda (2013): 90.412 unidades
Emprego (dezembro/2012): 505.650 pessoas

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio,
Pesquisa Anual de Comércio 2013.

O volume de vendas do comércio varejista ampliado de Santa Catarina cresceu 1,4% em 2014.

Fonte: SC em Dados | FIESC

Números do setor de serviços catarinense:
EMPRESAS E TRABALHADORES

Número de empresas: 80.133 unidades
Emprego (dezembro/2012): 955.362 pessoas

Fonte: CAGED, 2014.

Florianópolis é a capital de estado brasileira com o maior percentual de população na classe A: 27,7% das famílias têm renda mensal superior a 10 salários mínimos.

Fonte: Business Santa Catarina/Brasil | FIESC

MERCADO POTENCIAL: CONSUMO DE TECNOLOGIA

  • Em Santa Catarina, 41,7% dos lares têm acesso à internet, índice superior à média brasileira (33%).
  • Dos computadores ligados à rede, 58,6% utilizam banda larga no estado, ocupando segunda posição no ranking nacional.
  • Florianópolis é a capital de estado brasileira com maior número de moradores com computador em casa.
  • Balneário Camboriú e São José estão entre as 15 cidades com mais computadores e acesso à internet.
Fonte: Mapa da Inclusão Digital, 2012, FGV.

INDÚSTRIA

Ao longo dos anos, a vocação catarinense para o desenvolvimento industrial se consolida e avança, por meio de investimentos privados e da constância de políticas públicas de incentivo.

O resultado é um ambiente favorável aos empreendimentos e inúmeras oportunidades aos empreendimentos, com a formação de polos líderes em setores tão diversos, como alimentos e bens de capital. São setores plenamente conectados aos mercados mundiais, os quais representam o potencial da indústria catarinense para crescer ainda mais e criar novas oportunidades.

Uma das principais características da produção industrial catarinenses é a concentração de polos em todas as regiões, com equilíbrio e desenvolvimento de vocações locais. Assim, para cada setor industrial, há cadeias produtivas completas, com presença de clusters, com diversidade de fornecedores e potencialidades para formação de joint ventures.

Números da indústria catarinense:
EMPRESAS E TRABALHADORES

Número de unidades locais: 37.188 unidades
Emprego (dezembro/2012): 812.693 pessoas

Fonte: CAGED, 2014.

POTENCIAL DE CRESCIMENTO IMPULSIONA INVESTIMENTOS

Em 2012, a indústria catarinense investiu US$ 1.379,08 milhões em modernização de parque fabril, prospecção de novos mercados e promoção comercial, inovação tecnológica e agregação de valor a produtos.

Fonte: FIESC/PEI-2012

Grandes companhias recomendam: Invista em Santa Catarina - Brasil

As novas companhias instaladas em Santa Catarina

  • BERNECK

    A Berneck é uma empresa com mais de meio século de história. É referência nacional em painéis MDP, MDF, HDF e Madeira Serrada de Pinus e Teca. A Berneck já atua em Santa Catarina desde 2012 e irá instalar um nova fábrica. "Eu, Gilson Berneck, presidente do Grupo Berneck, recomendo: Venha, invista em Santa Catarina."

  • LS MTRON

    Atua na fabricação de tratores e está há 2 anos em solo brasileiro. É um exemplo do potencial do Estado para atrair novos empreendimentos. A empresa é parte do grupo LS - o 13º maior grupo empresarial da Coréia do Sul com vendas anuais acima de 30 bilhões de dólares e com mais de 21 mil funcionários em todo o mundo.

    "Eu, James Yoo, presidente da LS Mtron Brasil, recomendo: Invista em Santa Catarina."
  • BMW_InvesteSC

    BMW

    Exemplo de sucesso na atração de investimentos. Empresa do setor automotivo, conhecida mundialmente, opta por Santa Catarina para instalar sua primeira fábrica no Brasil.